(11) 4116-1047

(11) 99115-7707

R. Fernando de Albuquerque 31 - cj. 42

atendimento@metodosweb.com.br


Ações que Aumentam a Produtividade e Reduzem Custos na Produção

Nos Trabalhos Técnicos (Projetos), que a Métodos realizou em Consultoria Empresarial na Produção, o que foi observado e vivenciado pelos Consultores Técnicos criou um volume grande de informações e experiências bem sucedidas, com técnicas e soluções que foram replicadas.

1) Reduzir Tempos Improdutivos na Produção:

1a) Na Movimentação Física:

Entre postos de trabalho, entre áreas internas fornecedoras e clientes, das pessoas alocadas em cada função, de matéria prima, de componentes, de subconjuntos para montagem, de produtos já acabados.

Para gerar resultados é preciso conhecer a movimentação através de um mapeamento completo dos processos produtivos, estudando seus fluxos de entradas, processamentos e saídas, durante alguns dias, manhã e tarde, para ver eventuais diferenças ou distorções entre períodos.

Dessa maneira, observa-se que tais distorções podem gerar perda de tempo, uso excessivo de pessoas, matéria prima e componentes passeando dentro da fábrica ou sendo transportados de forma braçal, retrabalhos, itens e produtos mal posicionados ou estocados em locais inadequados.

A finalidade do mapeamento é identificar os pontos que precisam ser corrigidos.


Exemplificando: num caso real, em uma fábrica de sofá, criaram células (A,B,C), mas os colaboradores carregavam a estrutura dos sofás, montadas em madeira e com cintas de borracha, da 1ª plataforma para a 2ª dentro da Célula, manualmente, nos braços, às vezes usando 2 pessoas, nas estruturas de modelos maiores.


Solução: A Consultoria implantou um sistema de esteiras móveis com roletes, entre as plataformas, que funcionava de forma estendida (integrava na seqüência das bancadas) para a movimentação e encolhida (movimentava-se para um lado) para dar passagem entre elas.   Como resultado, a produtividade subiu mais de 20% nas células.


1b) Na Alimentação e Adequação dos Postos de Trabalho:

Os materiais (matéria prima, componentes, insumos aplicados) mal posicionados com relação aos postos de trabalho, cuidados com força física incompatível com as atividades, economia de movimentos físicos.

Toda as atividades de alimentação precisam também ser analisadas detalhadamente no mapeamento de processos, porque às vezes com a introdução de pequenos dispositivos, de baixo custo, você consegue economizar tempo.

Exemplificando: Um exemplo de um de nossos Projetos de Consultoria Empresarial ocorreu numa produtora de temperos, onde os sacos de farinha de mandioca eram armazenados ao lado de uma máquina processadora e o operador ia pegando a partir do nível do chão e despejando no funil, em cima da máquina.

Com o tempo e cansaço natural, praticamente arrastava o saco pelo funil para despejar a farinha, gerando contato inadequado e contaminação dos produtos.


SoluçãoA Consultoria criou uma estrutura com tubos de aço, ao lado da máquina, na mesma altura do funil e os sacos passaram a ser depositados nela ao chegar na fábrica, de forma que o esforço era menor e com isso reduzindo os riscos de contaminação dos produtos. Atualmente é uma das maiores empresas do setor de farináceos, molhos e temperos, com processos automatizados, maquinário moderno e ampla linha de produtos.


1c) No Retrabalho sem Itens, Subconjuntos ou Produtos :

Há alguns anos, o retrabalho era comum em processos industriais, às vezes até em grandes empresas e tratados com pouca importância pelas lideranças e gestores.

Atualmente, em época de Indústria 4.0, como os pequenos ganhos se tornaram essenciais para a empresa se manter competitiva, qualquer retrabalho poderá ser uma situação para melhorar resultados e a Consultoria Empresarial na Produção pode contribuir.

Alguns Exemplos de Retoques e Retrabalho:

  • retocar lâminas – em fábricas de guarda roupa e outros móveis,

  • massear produtos metálicos antes de pintarem – indústrias de móveis de aço,

  • refazer costuras – confecções,

  • consertar soldas mal feitas – metalúrgicas.


A maior parte do Retrabalho é causada por problemas de mão-de-obra mal treinada, habilidades pouco desenvolvidas, displicência no uso dos processos, enfim, fatores que poderão ser corrigidos, se a supervisão e lideranças forem eficazes.  


Soluções: Uma que adotamos foi a implantação de um sistema de controle mais rígido, porém fácil de medir,  dentro de um Programa de Melhorias de Resultados, que considerava premiar a Produtividade (aumento da produção conseguida no período, quinzenal ou mensal) e também a redução do Retrabalho, nos mesmos períodos. 

No caso, se ocorresse um aumento de 10% no volume produzido, mantendo-se os retrabalhos, o prêmio cairia.  Conseguindo-se os mesmos 10% com redução de 30% nos retrabalhos, o prêmio subiria. 

Essa fórmula fez a com que os operadores passassem a se preocupar também com a qualidade de tudo que era feito em seu posto de trabalho (peças, componentes, subconjuntos), visando gerar “produtos conformes”, aprovados, assim como maior preocupação com ajustes das máquinas, com as ferramenta e manutenção das máquinas.

Cada operador foi informado do custo do item que fazia em sua máquina, do 1º posto de trabalho até o seu.

Se um item já entrava na linha de produção com um custo de R$0,10 no 1º posto e ele estivesse no 5º posto, já estaria custando R$0,15 e não poderia ser reaproveitado se ocorresse defeito.

Com uma boa divulgação interna e conscientização, em pouco tempo a cultura interna foi mudada e a empresa obteve ganhos expressivos de produtividade.

Todas as situações de Retrabalho acima já foram encontradas pelos Consultores Empresariais e adotadas soluções, que geraram retornos acima de 20% na produtividade das empresas em que a Consultoria Empresarial na Produção já fez Projetos.

No artigo Racionalização e Simplificação do Trabalho, há um detalhamento maior destes conceitos.

2) Melhorar o Ritmo das Atividades Manuais:

2a) Rever os Padrões (E/R):

Seja para peças, sub-conjuntos, conjuntos, produtos, quando se fala em rever padrões dentro de uma indústria ou mesmo um CD de supermercados ou rede de lojas, é necessário um diagnóstico mais preciso, no caso um mapeamento de processos, porque é preciso total confiança nos dados coletados.


Solução: Realizar um estudo, cronometrando as etapas e fases de produção das peças, da montagem dos sub-conjuntos, conjuntos e produto final e juntar tudo numa Ficha Técnica, que permita ter realmente, não só o Tempo Total Gasto, mas também um Possível Custo, a partir das quantidades de materiais usados. 

Os padrões podem ser estabelecidos para qualquer atividade, como ir de carro de uma cidade até outra, o tempo que o avião leva do RJ a SP pela ponte aérea, uma viagem, um jantar em família….enfim, toda atividade mensurável.   

As E/R são Estimativas Razoáveis, que poderão ser estabelecidas antes dos estudos de Tempos e Cronometragem pelos Líderes dos Setores Produtivos  (nas fábricas), ou Operacionais (nos CD´s, Depósitos, Supermercados). 

A base lógica da E/R é que “Se não for Medido, Não pode ser gerenciado” … “O que é Medido, é Gerenciável” … A diferença entre E/R (estimativa razoável) e Estimativa Simples, é que as E/R são medidas matematicamente, enquanto uma Estimativa Simples pode ser apenas um palpite.

Exemplos de E/R:

  1. Se a minha E/R (estimativa razoável) para tomar banho é de 10 minutos, mas se medirmos várias vezes, vamos observar banhos de 15 minutos e outros, com pressa, de 5 minutos.  A E/R poderá ser comparada com o Padrão estabelecido após estudos mínimos de 10 cronometragens, para ver variações.

  2. Se a E/R (estimativa razoável) para dar polimento final numa panela de alumínio for de 3 minutos (180 segundos) e o Padrão estabelecido em estudos anteriores era de 3:30″ (210 segundos), ou 30 ” segundos a mais, vamos perceber um ganho de 16,67% de produtividade.. Neste caso a Liderança poderá ajustar um novo padrão, para essa atividade.


2b) Pessoas que Puxam a Produção em Postos Chave:

Sempre existirão pessoas com ritmo mais rápido, em processos produtivos, mais dedicados, com produção maior que outros companheiros.

Dessa forma, se  tenho pessoas, com velocidade diferente na realização de trabalhos idênticos na produção, qual o segredo delas ? Haverá alguma forma de disseminar “os jeitinhos’ “ou métodos pessoais” desenvolvidos entre os demais ?.

Soluções: Estudar visualmente as atividades daquelas pessoas diferenciadas dentro do processo, buscando ver nos seus movimentos físicos e micro-movimentos, se tem maneiras diferentes para fazer a mesma atividade com ganhos de tempo.  

Comparar passo a passo seus “métodos particulares” com os praticados pelos outros na mesma atividade.

Se possível, filmar, para analisar o filme em baixa velocidade, onde certos detalhes aparecem com maior clareza.  Nas confecções, algumas operações manuais das costureiras são tão rápidas que visualmente fica difícil perceber detalhes.

Depois disso, criar um Treinamento de Habilidades, em forma de módulos, onde as possíveis técnicas ou alterações de processos feitas instintivamente pelos colaboradores diferenciados sejam transferidas para o Grupo Todo, com ganho em escala.

Nestes módulos, os próprios Colaboradores com metodologias diferentes irão transferir aos demais, sua forma de trabalhar, com orientação de monitores e treinadores, sempre observando as diretrizes da Consultoria Empresarial em Produção.

3) Melhorar O Método:

3a) Sequência de Operações e Unificar Operações:

Atuar no ritmo, nas pausas, nas formas de fazer.

Toda seqüência de operações poderá ser melhorada se houver um estudo mais profundo sobre a mesma, dentro de um mapeamento de processos mais amplo.

A unificação de operações poderá mostrar que algumas não eram necessárias ou custavam demais, não agregando valor, enquanto outras eram essenciais.


Solução: Dentro do mapeamento de processos, fazer um estudo completo da seqüência das operações, desde o início do fluxo produtivo, que normalmente é a entrada da matéria prima e componentes, até o seu final, que costuma ser a expedição e depósitos. 

Registrar tudo numa Ficha Técnica ou Sistema ERP, caso a empresa já esteja usando em sua gestão da produção e ir somando os tempos usados e perdidos, as formas de fazer as operações, suas perdas de material ou tempo das pessoas, se as atividades anteriores ou posteriores podem ser unificadas.

Isso vai permitir ter uma visão ampla dos métodos usados e da linha produtiva.

Em nosso artigo Objetivos e Importância dos Métodos de Trabalho, há um aprofundamento das Características dos Métodos, seus Objetivos e Importância.

3b) Estudar o Ritmo, as Pausas, as Formas de Fazer:

O que seria de uma Escola de Samba com o ritmo fora de compasso ? Um desastre total, certamente. E numa fábrica, é preciso que o ritmo seja adequado ?

O ritmo muda muito por interrupções, como almoço por exemplo ou pausas muito demoradas, causadas por falta de matéria prima, por paradas de máquinas, por falta de operadores.

Por outro lado, sem pausas, as pessoas entram em estafa física, com decréscimo na produtividade individual até um limite insustentável.

As formas de fazer ou métodos podem ser repassados facilmente para outras pessoas, por um Treinamento de Habilidades, que envolve o passo a passo das atividades.


Soluções: Estudar as interrupções, de almoço, paradas para café e descanso, sejam obrigatórias por lei ou cedidas pela empresa, de forma que não ocorram em momentos de picos produtivos.

Exemplificando: Um colaborador entra às 7:00h na linha de   produção após tomar café no refeitório da empresa e sua produção até as 8:00h e menor que a partir das 8:10 porque seu ritmo foi prejudicado pela parada.

Ele começa a acelerar sem perceber seu ritmo até 10:30hs, quando costuma atingir alta performance de produtividade.

Após isto, começa uma curva decrescente, em função do horário de almoço ser às 11:00hs.  Voltam às 12:30hs ou 13:00hs, às vezes tendo se alimentado de comida pesada, mesmo que familiar e seu ritmo sobe lentamente porque seu organismo está processando a alimentação.

Só irão atingir o pico produtivo após 14hs e às 17:00hs irão largar seus postos de trabalho. Por analogia, no dia seguinte, tudo irá se repetir.

Certamente, foi um fator que levou muitas empresas a implantar refeitórios próprios, com orientação de nutricionistas, refeições balanceadas.

Portanto, se a interrupção for muito longa, 2hs por exemplo na produção gera maior perda de ritmo. 

Entretanto, se a parada for muito curta, a pessoa não relaxa, estressa, poderá entrar em estafa.  Dessa forma, cada processo produtivo, cada empresa tem seu próprio ritmo, é preciso estudar para acertar.

Moinho de Trigo Arapongas, cliente da Métodos Consultoria, através de seus Diretores Paulo W.Kummel, Roberto Kummel e Sérgio Kummel, fez um depoimento sobre os aumentos de produtividade conseguidos com melhorias em seus processos produtivos.

Obteve 50% de aumento dos derivados de milho e massas cortadas. E 20% de aumento na produção de trigo.

Leia também assuntos relacionados:

Depoimentos:

Para assistir depoimentos de nossos clientes clique aqui.

Para ler depoimentos de nossos clientes clique aqui.Sua Empresa Familiar necessita de ajuda? A Métodos Consultoria tem larga experiência em Reestruturar e Reorganizar Empresas Familiares. Entre em Contato.

Especialidades

Métodos desenvolveu suas metodologias e modus operandis desde 1976 e sabe exatamente o que sua empresa precisa para alçar vôos maiores. Leia atentamente, marque uma visita e juntos, vamos estruturar um crescimento sólido e promissor:

Conheça gratuitamente, nossos SIMULADORES ESTRATÉGICOS.

São painéis Gráficos Dinâmicos CRIADOS COM FERRAMENTAS DE BUSINESS INTELLIGENCE – BI para:

Acesse gratuitamente dentro de nosso site no seguinte endereço:

https://consultoriaempresarialmc.com.br/simuladores-estrategicos/

Prof.João Mariano de Almeida,

administrador de empresas,

com pós em RH,

pesquisador de empresas familiares e

colaborador da MÉTODOS CONSULTORIA EMPRESARIAL.

2 thoughts on “Ações que Aumentam Produtividade e Reduzem Custos na Produção”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top