(11) 4116-1047

(11) 99115-7707

R. Fernando de Albuquerque 31 - cj. 42

atendimento@metodosweb.com.br

Metodologia

Metodologia

servicos[1]

Primeiramente realizamos um diagnóstico da empresa, para podermos identificar claramente, quais são os reais problemas e como poderemos solucioná-los. Durante o diagnóstico, montamos um Plano de Ação para ser colocado em prática na 2ª etapa, que é a implantação de projetos de aperfeiçoamento”.

Através de um bom diagnóstico empresarial, podemos identificar rapidamente eventuais problemas que nem sempre o empresário está a par. O diagnóstico empresarial é abrangente, envolvendo todas as áreas da empresa, com uma ação estratégica e multidisciplinar, o que permite termos uma visão ampla e a possibilidade de se estabelecer um plano de ação estratégica.

O empresário precisa dar ao Diagnóstico Empresarial, a mesma importância que dá para um diagnóstico médico, pois este visa identificar rapidamente se há algo errado com nossa saúde e permitir que, em tempo hábil, evitemos maiores complicações.

Realizado por profissionais altamente especializados em analisar empresas, sua precisão e importância, são fundamentais para a segurança da saúde financeira dos negócios. Toda organização deveria realizar ao menos um diagnóstico empresarial por ano.

Implantação de Projetos de Aperfeiçoamento

1ª Etapa

Reunião

Realizamos uma apresentação personalizada, demonstrando claramente quais serão as melhores alternativas de solução para seu caso.

2ª Etapa

Diagnóstico

Realizamos um diagnóstico da empresa, para podermos identificar claramente, quais são os reais problemas e como poderemos solucioná-los

3ª Etapa

Implementação

Efetuamos as correções necessárias em toda a estrutura da empresa, lançando em prática o Plano de Ações elaborado durante o diagnóstico empresarial.

Logo após ter sido realizado o Diagnostico Empresarial descrito acima, o nosso Departamento Técnico irá buscar o melhor perfil de Consultor, que ficará responsável pela implementação dos Projetos de Consultoria Empresarial contratados.

Estes projetos são dimensionados especificamente para todas as áreas carentes de aperfeiçoamento, visando estabelecer uma administração mais ágil e competitiva, em sintonia com a realidade atual, sem interferir diretamente na cultura da organização, para que possamos melhorar a qualidade, a produtividade e principalmente o aumento real da Lucratividade.

Nesta etapa efetuamos as correções necessárias em toda a estrutura da empresa, lançando em prática o Plano de Ações elaborado durante o diagnóstico empresarial. Treinamos os funcionários e até mesmo os diretores para que possam aprender a administrar e controlar a empresa de uma maneira profissional, conseguindo dessa maneira obter a melhor lucratividade possível.

A Métodos Consultoria sempre se preocupou em auxiliar os dirigentes e gestores das empresas a melhorarem sua administração, utilizando seus próprios recursos humanos, materiais e financeiros, sem a necessidade de grandes investimentos, pois partem do principio de que toda empresa tem inserido em sua própria estrutura, todos os elementos necessários para uma administração mais profissional e lucrativa.

A grande dificuldade encontrada, em grande parte das empresas brasileiras, é justamente o excesso de informações operacionais e a enorme falta de informações estratégicas, fazendo com que o empresário tenha de tomar grande parte de suas decisões, embasados mais em seu “feeling” (experiência de mercado), do que em Informações e Indicadores que apontem o melhor caminho a ser seguido ou que permitam traçar estratégias comerciais, mercadológicas, de preços, de custos, enfim, que possam aliar sua experiência no negócio à ferramentas de gestão desenvolvidas especialmente para a classe empresarial (donos, dirigentes e executivos).

É feito todo o levantamento de como estão os processos de trabalho de cada uma das principais áreas da empresa (Administrativa, Financeira, Recursos Humanos, Comercial, Compras, Estoque, Informática, Produção e Custos) abordando todos os itens relacionados de uma maneira sintética, objetiva e principalmente estratégica.

Desenvolvemos o trabalho através de Entrevistas, Observações Visuais, Levantamento e Análise de Dados, verificando informações e controles, impressos e fluxos, para em CONJUNTO COM A DIREÇÃO DA EMPRESA, chegar a conclusões sobre as eventuais divergências existentes nos setores e serviços analisados, suas causas e efeito, além de avaliar financeiramente o custo destes problemas. De posse deste levantamento o empresário terá a oportunidade de definir as prioridades de correção e saberá de algumas providências que ele mesmo poderá tomar. A visão externa de quem não está envolvido, somado a larga vivência empresarial de nossos profissionais, será fator de renovação para o empresário que busca estar sempre atualizado e competitivo.

 

Principais Benefícios do Diagnóstico Empresarial:

1. Saber exatamente ONDE estão os ERROS
2. Perfeito entendimento de COMO eliminar os ERROS
3. Saber como resolver os problemas de maneira PRÁTICA e OBJETIVA
4. Evitar tentativas frustradas de SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS
5. Ir DIRETO AO PONTO sem perda de tempo
6. Estabelecer um PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA
7. Permitir iniciar a ORGANIZAÇÃO DA EMPRESA de forma sistematizada

ÁREA FINANCEIRA / ECONÔMICA

1. Como é apurado o resultado econômico da empresa?
2. Qual é o impacto da inadimplência nos resultados?
3. A empresa sabe de fato o que é Fluxo de Caixa? (ou apenas usa Contas a Pagar X Contas a Receber). Existe um planejamento, um orçamento financeiro ?
4. Há controle dos Prazos Médios de Compra e Venda e sua influência no capital de giro?
5. Como está a estrutura funcional da empresa? Existe um organograma? As funções são bem definidas? Existe dualidade de mando? Cada colaborador sabe claramente sua importância e objetivos?

 

ÁREA COMERCIAL

1. Existe um Planejamento estratégico, mercadológico nesta área?
2. Como está composta a estrutura comercial em composição e eficácia?
3. Há televendas, telemarketing e assistência ao cliente?
4. Qual a política de treinamento de vendedores?
5. A área comercial trabalha orientada por números e relatórios de ação estratégica definidos pela direção da empresa?
6. Os prêmios e incentivos de venda estão de acordo com a estratégia comercial da empresa?

 

ÁREA OPERACIONAL / CUSTO

1. Os controles de pedidos, entregas, devoluções estão sendo realmente eficazes, evitando problemas para o cliente?
2. Na empresa comercial, utiliza-se a curva “ABC” para definir ações de compra, venda, promoções e definição dos níveis ideais de estoque?
3. Como é calculado o Preço de Venda dos produtos? Existe uma formula confiável, ou se faz pela simples política da margem bruta (multiplica-se o preço de custo por um número)?
4. Existe um sistema de apuração de custos? É confiável?
5. No custo estão inseridas as despesas indiretas, da administração e as dos centros de custos auxiliares?
6. A empresa tem bem definidos os Centros de Custos?
7. Na produção são apontados todos os tempos?
8. Na produção há controle de tempos e movimentos de materiais?
9. Na produção há uma ficha técnica dos produtos? É utilizada no custo?
10. Quando indústria, o lay-out da fábrica é o melhor possível?

 

ÁREA DE COMPRAS E ESTOQUES

1. Como é feito o planejamento de compras?
2. Há cálculos precisos do giro de mercadorias, do estoque de produtos acabados e de matéria prima?
3. A recepção de mercadorias é segura, a prova de falhas e roubos?
4. Qual é a eficiência da expedição e armazenagem de produtos?
5. São realizadas auditorias de estoque? De que maneira?
6. O sistema de armazenagem utilizado é o mais correto?

 

ÁREA DE RECURSOS HUMANOS

1. Há um critério bem definido para processos de seleção?
2. Há uma política de treinamentos na empresa?
3. Como se mede a produtividade dos funcionários?
4. Como se mede o grau de motivação da equipe?
5. Existe um sistema de Avaliação de desempenho?
6. Como se mede a rotatividade de pessoal?
7. O faturamento “per capita” está de acordo com a estrutura da empresa?
8. Há um organograma bem definido de acordo com os objetivos da empresa?
9. As funções estão manualizadas?
10. Há um regulamento interno?

 

ÁREA DE COMANDO DA EMPRESA (ALTA DIREÇÃO)

1. A direção da empresa recebe informações simples, objetivas e com forte poder de análise?
2. Qual é a objetividade dos relatórios enviados para a direção da empresa nas áreas administrativa, financeira, vendas e operacional?
3. As informações que chegam são confiáveis?
4. As informações chegam com rapidez, permitindo a visão “para a frente”, ou chegam sempre com atraso, dando apenas a visão do que já passou (como a do retrovisor de um automóvel)?
5. A direção acompanha o Ponto de Equilíbrio da empresa como um todo? E também por unidade, filial?
6. Acompanham os principais indicadores econômicos financeiros no que tange, nível de liquidez, rentabilidade sobre o patrimônio, capital de giro, lucro sobre as vendas, enfim sobre a saúde financeira e econômica da empresa?

 

ÁREA DE INFORMÁTICA

1. A empresa está satisfeita com seus sistemas informatizados?
2. Tem conseguido acompanhar a evolução tecnológica?
3. Os sistemas fornecem informações estratégicas para tomadas de decisão rápidas e precisas?
4. Como está o fluxo de informações entre os sistemas utilizados?
5. Quais são os principais relatórios estratégicos para uso exclusivo da direção da empresa?

SERVIÇOS EM GERAL

• Sistema de Planejamento e Controle da Prestação de Serviço;
• Sistema de medição de execução e prestação de serviços;
• Planejamento e controle de suprimentos para a execução de serviços;
• Planejamento de suprimentos aos serviços em termos de pessoal, materiais, equipamentos;
• Métodos de pagamentos;
• Manutenção de máquinas e equipamentos;
• Seleção, Habilitação e contratação de sub-empreiteiros, controles operacionais;
• Sistema de apuração dos custos por tipo e global.

 

ENGENHARIA

• Estrutura da área operacional;
• Sistema de orçamentação, cronogramas físico – financeiro de obras;
• Sistema de administração de obras;
• Sistema de medições de obras, follow-up;
• Planejamento de suprimentos das obras em termos de mão de obra, materiais e equipamentos;
• Escritório das obras, organização e controle;
• Estrutura dos canteiros de obras;
• Métodos de pagamento pessoal obra;
• Manutenção máquinas e equipamentos;
• Seleção, Habitação e contratação de sub empreiteiros, controles operacionais;
• Sistema de apuração de custos das obras por tipo de serviços e global.

 

ENSINO

• Conceito da escola – Padrão de ensino;
• Orientação pedagógica;
• Atuação do corpo diretivo e Corpo docente;
• Motivação dos professores, Assistência aos professores;
• Motivação dos alunos, Assistência aos alunos;
• Ambiente de estudo, Recursos materiais didáticos;
• Assiduidade e pontualidade do corpo docente;
• Biblioteca, Laboratórios, Informática, Controles e Follow-up;
• Indices de aproveitamento escolar – Follow-up;
• Sistema de histórico escolar, Eficácia;
• Bolsas de estudo – Controle e Follow-up;
• Sistema de apuração de custos por cursos, Aluno, Professores e Geral, Rentabilidade escolar;
• Lotação das classes – Follow-up;
• Manutenção laboratórios, Equipamentos, Custos.

 

TRANSPORTE INTERURBANO

• Tráfego, Planejamento, Escala de serviços, Carga horária dos motorista, Cobrador, Fiscais;
• Produtividade por veiculo, Passageiro, Viagem, KM, Linha ou Rota;
• Prestação de contas dos motoristas, Filiais, Pontos de venda, Abastecimento, Seguranca, Devios, Multas;
• Índices de passageiros KM, Passageiros por viagem;
• Receitas, Despesas, por veículo, KM, Viagem, Linha ou Rota, Lucros;
• Controles e Custos veículos de manutenção e Oficinas;
• Controle de pneus, Rendimentos, Custos, Desvios;
• Sistema de fiscais.

 

TRANSPORTE DE CARGAS

• Carga: Coleta, Armazenamento, Entrega, Quebras, Desvios, Reclamações, Indenizações;
• Produtividade por veículo, KM, Viagem, KG, Custos, Lucros;
• Escala serviços, Carga horária dos motorista, CHECK-LIST saída;
• Prestação de contas dos motoristas, Segurança, Multas, Abastecimentos;
• Controle de pneus, Rendimento, Custos, Desvios;
• Controles e custos, Manutenção veículos, Oficinas.

 

TRANSPORTE URBANO

• Tráfego, Planejamento, Escala de serviços, Carga horária motorista-cobrador;
• Produtividade por veículo, Passageiro, Viagem, KM, Linha ou rota;
• Prestação de contas, Segurança, Desvios, Multas;
• Índices passageiros – KM, Passageiros viagem;
• Receitas, Despesas por veículo, Linhas ou rotas, Lucros;
• Sistema de fiscais;
• Controle e Custos de veículos de manutenção e Oficinas;
• Controle de pneus, Rendimentos, Custos, Desvios.

 

HOSPITAIS

• Receitas do SUS, Sistema de atendimento públicos, convênios particulares e seu efeito na taxa de ocupação do hospital e da sua lucratividade;
• Custo do leito dia por tipo de atendimento, lucratividade;
• Relação leito-funcionário, produtividade, custos;
• Rotatividade dos leitos;
• Pronto Socorro-Adulto e Infantil, Controles e Custos;
• Radiologia, Laboratório, Serviços Técnicos, Controles e Custos;
• Ocupação CTI – Controles e Custos;
• Programação e controles plantonistas;
• Controles de dietas, refeições, custos;
• Controles de rouparia, lavanderia, custos;
• Controles de medicamentos, Farmácia, Postos de enfermagem;
• Padronização de medicamentos;
• Índices de glosas das contas médicas;
• Sistema de Atendimento ao Cliente;
• Conservação e manutenção de equipamentos.

 

COMERCIO EM GERAL

• Controle de Pedidos, Entregas, Devoluções, Troca;
• Curva ABC por Linha, por Mercadoria;
• Custos das Mercadorias, Formação dos Preços de Venda;
• Lucratividade por Loja, Pontos de Venda, por Linhas de Mercadorias;
• Controle de Veículos Próprios e de Terceiros para Entrega, Eficiência

 

SUPERMERCADOS

• Dimensionamento pessoal loja;
• Controles reposição;
• Distribuição e arranjo gôndolas, ponta de gôndola;
• Atendimento sacolas, embrulhos, vasilhame;
• Controles Operacionais, custos, resultados, padaria confeitaria, açougue, frios, horti-fruti ;
• Controles entregas e transportes;
• Custo por loja, por linha de produto, por entrega;
• Sistema de Formação de Preço de Venda;
• Apuração de custos por área de atividade, lucratividade.

 

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

• Controle de Pedidos, Entregas, Devoluções – Troca;
• Curva ABC por Linha, Produtos;
• Custos dos Produtos, Formação dos Preços de Venda;
• Controle Frota de Entrega, Custo de Entrega, Terceirização da Entrega;
• Lucratividade por Loja, Linha de Produtos.

 

CONCESSIONARIA VEÍCULOS

• Serviços de Manutenção, Garantia do Produto;
• Serviços de Oficina, Orçamentos, Seguradoras, Terceirização de Serviços, Controles, Custos, Lucratividade;
• Venda de Peças, Atendimento Informatizado;
• Meios de Promoção de Serviços, Oficina e Peças;
• Recepção de Veículos;
• Apuração de Custos por área de Atividade, Lucratividade.

 

ATACADISTAS

• Planejamento e Controle de Rotas, Eficiência;
• Controle de Devoluções;
• Controle de Vasilhames;
• Controle de Empréstimo de Equipamento e Acessórios;
• Sistema de Conferência de Carga, Descarga, Retorno;
• Controle de Veículos, Custo do Veículo, Custo de Entrega;
• Serviço de Atendimento ao Cliente;
• Custos de Distribuição.

 

DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS

• Planejamento e Controle de Rotas, Eficiência;
• Controle de Devoluções;
• Controle de Vasilhames;
• Controle de Empréstimo de Equipamento e Acessórios;
• Sistema de Conferência de Carga, Descarga, Retorno;
• Controle de Veículos, Custo do Veículo, Custo de Entrega;
• Serviço de Atendimento ao Cliente;
• Custos de Distribuição.

 

INDUSTRIA EM GERAL

• Sistema de Planejamento e Controle da Produção, Ficha Técnica, Folha de Operações, Carga Máquina – Equipamento;
• Desenvolvimento de Produtos em Conjugação com a Área Comercial;
• Lay-Out da Fábrica, Fluxo de Produção;
• Capacidade de Produção, Produtividade do Pessoal da Produção, das Máquinas e Equipamentos, Ociosidade;
• Apontamento da Produção, SET-UP, Tempos Mortos, Horas – Máq,Equip. Parados;
• Controle de Horas Extras , seus Custos e Resultados;
• Sistema de Remuneração do Pessoal da Produção;
• Gerência e Supervisão de Fábrica;
• Sistema de Manutenção Corretiva, Preventiva;
• Sistema de Apuração de Custos de Produtos e Formação do Preço de Vendas.

 

MOVEIS

• Sistema de planejamento e Controle da produção, Ficha técnica, Folha de operações, Carga máquina;
• Controle de desdobra da madeira;
• Controle de corte laminados, Coeficiente de aproveitamento e perdas;
• Sistema de orçamento de vendas, Ganhos e perdas de orçamentos;
• Desenvolvimento de novas linhas de produtos;
• LAY-OUT da fábrica, fluxo de produção;
• Capacidade de produção e Produtividade máquina;
• Tempos mortos, Apontamentos da produção, SET-UP, Horas máquinas paradas;
• Controle de horas extras, Seus custos e resultados;

 

TÊXTEIS

• Sistema de planejamento e Controle da produção, Ficha técnica, Folha de operações, Carga máquina;
• Desenvolvimento de produtos em conjugação com a àrea comercial;
• Capacidade de produção e Capacidade máquina; Tempos mortos, SET-UP (se for o caso), Controle de produção por peso, Unidades, Horas máquinas paradas;
• Apontamento da produção, Eficácia;
• Controle de horas extras, Seus custos e Resultado;
• Sistema de remuneração do pessoal da produção;
• Sistema de manutenção corretiva, Preventiva;
• Gerência e Supervisão fábrica;
• LAY-OUT industrial, Fluxo de produção;
• Controle defeituosos, Desperdicios, Retrabalho;
Terceirização, Controle, Custos, Resultado;
• Controle de fios, Tecidos, Quantidades compradas e ou de produtos vendidos, Coeficientes de perdas, Desvios.

 

PAPEL PLÁSTICOS

• Sistema de planejamento e Controle da produção, Ficha técnica, Folha de operações, Carga máquina;
• Desenvolvimento de produtos em conjugação com a área comercial;
• Capacidade de produção e Produtividade máquina;
• Tempos mortos, Set-UP, Controle de Produção, Máquina em peso e Unidade, Horas máquina parada;
• Apontamentos da produção, Eficácia;
• Controles horas extras, seus custos e resultados;
• Sistema de remuneração do pessoal produção;
• Sistema de manutenção corretiva, preventiva;
• Gerência e Supervisão de fábrica;
• Sistema de controles de tintas;
• Sistema de apuração de custos de produtos e formação dos preços de vendas.

ÁREA ADMINISTRATIVA – FINANCEIRA

• Análise de Resultado, Despesas, Receitas, Lucro;
• Cobrança, Inadimplência, Segurança Recebimentos,Desvios;
• Fluxo de Caixa – Planejamento Financeiro , Liquidez;
• Grau de Endividamento, e seus custos; PMC – Prazo Médio de Compras, PMV – Prazo Médio de Vendas, Prazo Médio de Produção, suas variações e influência no capital de giro próprio e de terceiros;
• Critério de Concessão de Crédito;
• Estrutura Orgânica, Funcional, Societária.

 

ÁREA COMERCIAL

• Planejamento Mercadológico, Estratégico;
• Linhas de Comercialização, Margens de Contribuição;
• Estrutura do Departamento de Vendas, Eficiência;
• Métodos de Remuneração, Comissionamento do Pessoal de Vendas;
• Vendas por Tele-Vendas Telemarketing;
• Prêmios e Incentivos de Vendas;
• Índices de Vendas por Vendedor, Representante;
• Atendimento Informatizado do Vendedor;
• Mix de Produtos;
• Treinamento do Pessoal de Vendas;
• Estatísticas de Vendas e sua orientação na Política de Vendas;
• Promoções, Eficácia, Controles dos seus Resultados;
• Lay-Out das Lojas, Frente de Loja, Estacionamento;
• Entregas de Vendas a Domicílio;
• Venda por Linhas, Custos e Resultados;
• Venda por Lojas – Pontos de Vendas;
• Índices de Vendas e Faturamento por Funcionário;
• Política Publicitária, Custos, Retorno;
• SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente.

 

ÁREA DE COMPRAS E ESTOQUES

Planejamento de Compras;
• Giro de Estoques, Volume de Estoque, Matéria – Prima, Produtos;
• Recepção,Conferência de Mercadorias e Matérias-Primas,Controle de entrega;
• Controle de Estoque de Produtos, Expedição, Armazenagem;
• Auditoria de Estoques, Inventários, Desvios.

 

RECURSOS HUMANOS

• Sistema de Seleção, Treinamento, Produtividade, Grau de Motivação, Avaliação de Desempenho , Rotatividade de Pessoal;
• Índice de Faturamento por Empregado

 

GESTÃO EMPRESARIAL

• Simplicidade, síntese, objetividade dos controles de Gestão das áreas Administrativa, Financeira, Vendas, Operacional;
• Confiabilidade, pontualidade das informações de Gestão, para tomada de decisões rápidas, objetivas e seguras;
• Gestão Econômica – Financeira em relação ao faturamento, ao Capital De Giro, ao Endividamento, à Liquidez, ao Ponto de Equilíbrio, à Rentabilidade do Patrimônio, ao Lucro sobre as Vendas e a estabilidade da empresa

 

INFORMÁTICA

• Grau de Utilização dos Sistemas Aplicativos aos diversos setores da empresa, Abrangência, Funcionalidade;
• Segurança nos Controles Informatizados, Confiabilidade das Informações, Pontos Fracos;
• Fluxo de Informações entre os Setores;
• Sistemas de Informações para a perfeita Gestão Empresarial

Back to Top