FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA, PRINCIPAIS ETAPAS  (DETALHADO) :

O detalhamento da Análise de Custos ajuda a compreender melhor o processo de cada etapa na Formação do Preço de Venda.

Com relação a Analise de Mercado, seu processo é de fundamental importância e seu conhecimento em detalhes vai favorecer decisões melhor posicionadas em relação a custos e preços formados, para que a empresa não tenha prejuízos nas vendas.

Exemplificando: ainda existem casos de empresas, que não seguem estes processos e sim colocam preços na base da estimativa 3×1 (compram  por 10, vendem por 30, logo acham estar ganhando  300%) e na prática, tomam prejuízos.

1: ANÁLISE DOS CUSTOS

  • 1.1-Identificação e Classificação dos Custos Diretos e Indiretos:

·         Custos Diretos: esses custos estão diretamente associados à produção de um produto ou serviço. Eles incluem matérias-primas, mão de obra direta e qualquer custo que possa ser atribuído diretamente a um produto específico. Por exemplo, na fabricação de automóveis, os custos diretos podem incluir aço, plástico, vidro e os salários dos operários que montam os carros.

·         Custos Indiretos: os custos indiretos são os custos que não podem ser diretamente atribuídos a um produto específico. Isso inclui custos gerais, como aluguel de fábrica, energia elétrica, salários da equipe de gerenciamento e outros custos administrativos. Eles são distribuídos entre todos os produtos fabricados.

  • 1.2-Diferenciação entre Custos Fixos e Variáveis:

·         Custos Fixos: os custos fixos são aqueles que permanecem inalterados, independentemente do volume de produção. Isso inclui despesas como aluguel de instalações, salários da equipe administrativa e seguro da fábrica. Eles não variam com a quantidade de produtos produzidos.

·         Custos Variáveis: os custos variáveis são aqueles que flutuam de acordo com a quantidade de produtos produzidos. Isso engloba custos como matérias-primas, mão de obra direta e custos de embalagem. Quanto mais você produz, mais esses custos aumentam.

  • 1.3-Consideração dos Custos de Produção e Não Produção:

·         Custos de Produção: os custos de produção são aqueles diretamente associados à fabricação de produtos. Isso inclui matérias-primas, mão de obra direta e custos de manutenção da fábrica.

·         Custos de Não Produção: os custos de não produção são todos os outros custos associados ao funcionamento da empresa, mas que não estão diretamente relacionados à produção. Eles englobam despesas administrativas, de vendas, marketing e pesquisa e desenvolvimento.

  • 1.4-Custos de Matéria-Prima, Mão de Obra e Depreciação:

·         Custos de Matéria-Prima: as matérias-primas representam os materiais essenciais usados na fabricação de produtos. Esses custos podem flutuar de acordo com a disponibilidade e o preço do mercado. Compreender a dinâmica das matérias-primas é fundamental.

·         Custos de Mão de Obra: os custos de mão de obra incluem os salários dos funcionários envolvidos na produção. Eles podem ser divididos em mão de obra direta (trabalhadores diretamente envolvidos na fabricação) e mão de obra indireta (equipe de supervisão e suporte).

·         Depreciação: a depreciação representa a redução do valor dos ativos ao longo do tempo. Os custos de depreciação são atribuídos a ativos como máquinas e equipamentos. É importante alocar a depreciação nos preços de venda para recuperar o investimento feito nesses ativos ao longo do tempo.

  • 1.5-Importância dos Custos de Produção na Formação do Preço de Venda:

Os custos de produção desempenham um papel crítico na determinação dos preços de venda, porque afetam diretamente a rentabilidade e também a capacidade  da  empresa cobrir seus custos e gerar lucro.

2: ANÁLISE DE MERCADO

  • 2.1-Pesquisa de Mercado e Análise de Demanda:

·         Pesquisa de Mercado: o processo de coleta de dados sobre o mercado, envolve a identificação do público-alvo, a análise das preferências dos consumidores e a investigação das tendências do mercado.

·         Análise de Demanda: a análise de demanda envolve a avaliação da quantidade de produtos ou serviços que os consumidores estão dispostos a comprar a diferentes preços.

  • 2.2-Avaliação da Concorrência e Seus Preços:

·         Análise da Concorrência: uma análise da concorrência inclui a identificação e avaliação dos principais concorrentes atuantes, considerando  a observação de como praticam seus preços, qualidade de produtos e posicionamento no mercado.

·         Preços Concorrentes: a importância de conhecer os preços praticados pelos concorrentes ajuda a posicionar a empresa no mercado e a estabelecer preços que sejam competitivos e que reflitam o valor percebido pelos clientes.

  • 2.3-Segmentação de Mercado e Diferenciação de Produtos:

·         Segmentação de Mercado: a segmentação de mercado envolve dividir o mercado em grupos com características e necessidades semelhantes.

·         Diferenciação de Produtos: alguns produtos podem ser diferenciados por suas características de benefícios e utilidade, incluindo sua usabilidade, ou facilidade de uso.

3:ESTABELECIMENTO DO MARKUP

 

  • Markup : é uma porcentagem adicionada ao custo para determinar o preço de venda.
  • Ajuste de Markup : pode ser ajustado para atender as estratégias de negócios. Assim, em mercados altamente competitivos, um markup menor pode ser aplicado para ganhar participação de mercado.

4: PRECIFICAÇÃO ESTRATÉGICA

  • Estratégias de Preço Premium: envolvem precificar um produto ou serviço acima da média do mercado, destacando qualidade superior, marca ou diferenciação.
  • Precificação Baseada em Valor: envolve precificar um produto com base no valor percebido pelo cliente, levando em consideração benefícios e atributos exclusivos.
  • Precificação de Penetração: consiste em definir preços baixos inicialmente para conquistar uma fatia maior de mercado ou entrar em novos mercados.
  • Descontos, Promoções e Táticas de Preços: os descontos, promoções, pacotes e outras táticas e preços podem ser usados para atrair clientes, liquidar estoques ou estimular compras recorrentes.

5: IMPLEMENTAÇÃO E MONITORAMENTO

 

  • Implementação do Preço de Vendas: é implementado nas operações da empresa, incluindo a comunicação dos preços aos vendedores e clientes.
  • Acompanhamento Contínuo: é importante o acompanhamento constante do desempenho de vendas e da margem de lucro, com a capacidade de fazer os ajustes necessários.
  • Reajuste de Preços: existem momentos em que é necessário reajustar os preços como mudanças na estratégia de mercado, custos ou concorrência.

6 ANÁLISE DE CUSTOS RELEVANTES

 

·         Identificação de Custos Relevantes: são aqueles que afetam diretamente a tomada de decisões, como os custos que variam com a quantidade produzida.

·         Custo-Volume-Lucro (CVL) e Ponto de Equilíbrio: o CVL é utilizado para calcular o Ponto de Equilíbrio, que é o nível de vendas em que as receitas igualam os custos e como isso influencia as decisões de preços.

·         Tomada de Decisões Baseadas em Custos Relevantes: é usada para tomar decisões importantes, como a aceitação de pedidos especiais ou a decisão de produzir ou comprar.

 

7: QUALIDADE E PREÇO DE VENDAS

 

·         Relação entre Qualidade e Preço: a qualidade de um produto ou serviço pode influenciar diretamente o preço de venda e produtos de alta qualidade podem ser vendidos a preços mais altos.

·         Custos da Não Qualidade: incluem retrabalho, devoluções e perda de clientes, enfatizando a importância de manter altos padrões de qualidade.

·         Estratégias para Melhorar a Qualidade e Reduzir Custos: a melhoria na qualidade pode reduzir custos e permitir preços mais competitivos.

 

8: SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIAL

 

·         Considerações de Custos e Preços Relacionados à Sustentabilidade: adotar práticas sustentáveis podem afetar os custos de produção e como resultado alterar  os preços de vendas.

·         Estratégias de Precificação Alinhadas com a Responsabilidade Social Corporativa: as empresas podem adotar estratégias de preços que reflitam seu compromisso com a responsabilidade social, como oferecer produtos ecologicamente corretos a preços competitivos.

 

9: TECNOLOGIA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

 

·         Uso de Software de Gestão na Formação de Preços: as empresas podem usar software de gestão ou específicos em custos, para automatizar a análise de custos e a formação de preços.

·         Integração de Sistemas: é importante integrar os sistemas de informações para monitorar custos e preços de vendas de forma mais eficaz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top
Verified by MonsterInsights