O que podemos organizar numa empresa, através de uma Consultoria Organizacional

Quando se fala em ORGANIZAR, temos por definição, alguns significados como:

  •  “dar determinada ordem a”,
  • ”dispor de forma ordenada”,
  • ”arrumar”,
  • “estruturar-se
  • principalmente quando se tratar de uma empresa, e com fins de se diminuir custos.

Pode-se afirmar com certeza, que empresas melhor organizadas, sobrevivem mais tempo, em mercados turbulentos e competitivos e tem maior longevidade em qualquer ambiente de negócios.

Geralmente, a maior parte destas empresas bem sucedidas, já buscou algum tipo de ajuda, para melhorias na rentabilidade e volume de faturamento, em tempos de situações complexas de economia de mercado do país. 

A Consultoria Empresarial, conhece profundamente a abrangência do verbo “ORGANIZAR”, bem como, os seus reflexos decorrentes, tanto em ambientes “ORGANIZADOS”, como em ambientes “DESORGANIZADOS”.

O conhecimento da Consultoria Empresarial sobre os modelos de negócio, e de gestão, permitem uma parceria que vai possibilitar ao empresário ganhar tempo em momentos de planejamento e decisões.

Não é o mais forte ou maior que vai sobreviver, mas sim o mais eficaz

Aquele que decide mais rápido e com maior precisão em seu rumos. Ajusta sua trajetória, treina e capacita sua equipe para enfrentar qualquer tipo de mudança de ambiente que possa refletir nos resultados do negócio. 

A parceria entre a Consultoria Empresarial & Empresa, vai permitir ganho de tempo, permitindo reduzir custos, por não gastar esforço, tempo e dinheiro, em ações ineficazes.  

Por outro lado, vai motivar as equipes internas e externas, pelo envolvimento nos processos e possibilidade de ver de perto, os resultados acontecendo.  

Sou “parte da solução”, “estou aqui para contribuir”, “para gerar resultados”, será um pensamento comum  para todas as pessoas que forem envolvidas.

O que podemos organizar numa empresa ?  

A) Para as Indústrias

Nas INDÚSTRIAS,  onde insumos são adquiridos para serem transformados  em produtos, a necessidade de se organizar todo o processo fabril, é muito maior.

Nesse caso, podemos começar pelo Planejamento da Produção (PCP).

  • Ajustando com a Carteira de Pedidos, com o Planejamento de Vendas;
  • Com o Controle de Estoque de matérias primas, insumos, produtos em processo, estoques intermediários e pulmões) ;
  • Custos dos Produtos Fabricados.  

PCP – Planejamento e Controle de Produção

Seja um PCP SIMPLES com poucos produtos e processos, ou um mais COMPLEXO, a consultoria vai auxiliar a empresa, na definição das ferramentas mais adequadas para cada situação, sejam planilhas excel, ou  sistemas ERP.             

O Lay Out também precisará ser revisto e adequado, para reduzir tempos produtivos e também para eventuais novas linhas que sejam inseridas na produção, sejam produtos próprios ou terceirizados.    

Os Processos de cada produto precisam ser MAPEADOS adequadamente, para levantar e ajustar os tempos produtivos e improdutivos, as atividades que agregam valor ou não, reduzindo os “tempos dos ciclos” e tornando a produção enxuta (“lean management”), produzindo mais, com menor custo de recursos e estrutura. 

Quanto às Pessoas,  são parte integrante do sucesso ou fracasso das medidas e ações que os empresários irão adotar, orientadas pelos Consultores Empresariais e precisam ser treinadas e capacitadas em todos os processos envolvidos, desde o conhecimento dos produtos e suas linhas de produção, do layout e eventuais pontos de melhorias, de como funciona a gestão formal e intervenções informais, caso ocorram durante os processos.    

É uma PARCERIA entre Empresa & Consultoria Empresarial, visando o bem comum, crescer, gerar riqueza e empregos, e resultados que permitam à empresa sobreviver em tempos turbulentos,

B) Para os Comércios

Nos COMÉRCIOS, se considerarmos as Lojas de todos os portes, sejam “portinhas” ou “magazines”, o processo de entrada dos produtos é similar, mudando as quantidades. O Controle dos Estoques e o Giro dos Estoques são fundamentais para se obter bons resultados. A falta de itens afasta os clientes e com isso cai o faturamento.  O excesso de estoque desloca recursos financeiros ($), para uma opção equivocada e poderá faltar no CAPITAL DE GIRO, essencial à gestão diária do negócio.        

MARKETING & VENDAS

As ações de MARKETING, devem ser práticas,  direcionadas, simples e focadas, seja para se manter as lojas físicas ou para criar lojas virtuais que possam complementar as vendas.

Podem tornar parte importante do faturamento mensal, como já ocorre com o Magazine Luíza, precursor das Lojas Virtuais em Magazines e bem sucedida nesse tipo de operação mista. Outras redes tentam reproduzir o modelo.  

 As Equipes COMERCIAIS devem ser ajustadas ao porte das empresas, com treinamento constante e intenso, onde novas tecnologias devem ser incorporadas, como “smartphones”.

São extremamente úteis pois, permite se ter o controle dos estoques “on line”, com “baixa automática quando as vendas” são realizadas.

O tempo das “papeletas” e outras anotações para lançamentos “após fechamento do expediente”está extinto e ultrapassado.  

A qualidade do ATENDIMENTO PESSOAL deverá ser focada com intensidade.

Os treinamentos devem ser repetidos, já que os novos consumidores gostam de viver uma experiência única nas lojas que freqüentam.

Esse momento precisa ser propiciado pela loja e suas equipes. 

O MARKETING deverá estar atento à imagem da empresa, sejam aspectos físicos ou perante mídia, reflexos da qualidade do atendimento e serviços. 

Exemplos:

  1. A empresa vende uma geladeira, que dá defeito no 1º dia de uso e leva 20 dias para retirar.
  2. Outra, vende um produto em sua loja virtual e atrasa sua entrega. Vendedores sem informações adequadas é uma “falha perigosa”.  São fatores que podem prejudicar a empresa e seus resultados. 

c)    Nas DISTRIBUIDORAS,  o processo é similar, mas as quantidades são diferentes, assim como as formas de negociação entre clientes e fornecedores. Pode-se enviar produtos “em consignação” em algumas situações de interesse mútuo. 

Embalagens Paletizadas

Um grande ganho foi a evolução das EMBALAGENS, que hoje saem dos fornecedores “paletizadas”, normalmente com proteção plástica, que são transportadas e depois deslocadas para áreas de vendas para consumo público no mesmo formato.          

As transportadoras, próprias ou externas, se tornaram empresas de logística, com atuação mais abrangente, algumas transportam e distribuem.                              

Uma forma de distribuição já existente em segmentos de cosméticos e outros, são os “BROKERS”, agentes intermediários, que assumem a responsabilidade pela venda e distribuição dos produtos, com “expertise” profunda nessas atividades.

Cuidam das vendas, promoções, merchandising, pesquisas de mercado, créditos e cobranças, armazenamento e distribuição às lojas de varejo.  

C) Para Prestadores de Serviço

Nos dias de hoje, a qualidade dos serviços prestados, é uma “obrigação do fornecedor” e o cliente a considera como “parte do pacote” e não como algo extraordinário. 

Foi-se o tempo das oficinas com pôster de mulheres nuas nas paredes, sem banheiros para mulheres, revistas imundas na recepção, sem água para beber e conforto para esperar o conserto de um carro ou outro produto qualquer. 

Hoje, criaram-se Centros Automotivos, modernos, onde os cuidados vão da recepção limpa e bem localizada, passa por banheiros decentes e limpos, água e café para os clientes, jornal do dia (se houver) e revistas novas.

As Oficinas de Roupas e Conserto de Calçados, ganharam a concorrência de franquias modernas, com outro padrão de atendimento e as “sobreviventes dos modelos antigos”, tiveram que se adaptar, de inserir mais qualidade nos serviços, seja o “pronto atendimento” (faz na hora), a entrega domiciliar (“delivery”). 

O prestador de serviços começou se conscientizou que os clientes precisam viver uma experiência boa em seus estabelecimentos, que precisa ser cativado para voltar. 

E isso é fundamental para que seu negócio sobreviva e cresça. 

Leia também assuntos relacionados:

Depoimentos:

Para assistir depoimentos de nossos clientes clique aqui.

Para ler depoimentos de nossos clientes clique aqui.Sua Empresa Familiar necessita de ajuda? A Métodos Consultoria tem larga experiência em Reestruturar e Reorganizar Empresas Familiares. Entre em Contato.

Especialidades

A Métodos desenvolveu suas metodologias e modus operandis desde 1976 e sabe exatamente o que sua empresa precisa para alçar vôos maiores. Leia atentamente, marque uma visita e juntos, vamos estruturar um crescimento sólido e promissor:

Conheça gratuitamente, nossos SIMULADORES ESTRATÉGICOS.

São painéis Gráficos Dinâmicos CRIADOS COM FERRAMENTAS DE BUSINESS INTELLIGENCE – BI para:

Acesse gratuitamente dentro de nosso site no seguinte endereço:

Autor: Prof. João Mariano de Almeida, administrador de empresas, com pós em RH, pesquisador de empresas familiares e colaborador da  MÉTODOS CONSULTORIA EMPRESARIAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top