LUCRO E CUSTO INDUSTRIAL, APURAR E MELHORAR

É necessário que a apuração de lucros e custos industrial seja feita de forma contínua, envolvendo todos os processos da empresa, para que não seja surpreendida com informações imprecisas que podem afetar seus resultados.

Assim, as alterações nos processos precisam ser transferidas imediatamente para as “Fichas Técnicas” ou “Sistema de Custos”, de forma que não haja defasagem entre o que consta nos controles e registros de custos e o que ocorre nos setores produtivos.

Isso envolve aplicar as melhores metodologias para calcular os lucros, uma completa análise dos custos industriais, processos para melhorar a rentabilidade e o controle das despesas, em cada fase da produção ou operações, se a empresa não for industrial.

A sobrevivência das empresas industriais depende de como seu lucro é relacionado com seu custo industrial, de forma que se o custo aumentar, o lucro deverá ser recalculado, gerando uma nova formação do preço de venda.

Esse processo envolve os seguintes passos:

1.Entendendo o Lucro           

  • Definição de Lucro: os LUCROS podem ser chamados de  lucro bruto, lucro operacional e lucro líquido.
  • Métodos de Cálculo de Lucro: seus cálculos são feitos de diferentes maneiras, desde a mais prática, com fichas técnicas, até as mais complexas, usando ERP´s e Sistemas de Custos específicos.
  • Importância do Lucro: o lucro é vital para a continuidade dos negócios, porque permite que ocorram reinvestimentos e continuidade.

2.Análise de Custos Industriais

  • Custos Diretos e Indiretos: os custos diretos são associados a produtos específicos e os custos indiretos afetam a operação geral.
  • Custos Variáveis e Custos Fixos: a diferença entre custos que variam com a produção e custos que permanecem constantes.

3.Métodos de Cálculo de Custo Industrial

  • Custo Médio Ponderado: é preciso calcular o custo médio ponderado de produtos, que permite realizar o controle de estoque da empresa, quando o valor total financeiro dos itens é dividido pelo número de itens armazenados.
  • Custo Padrão: o uso de custos padrão permite avaliar o desempenho em relação aos custos planejados.
  • Custo Total de Propriedade: ocorre quando é avaliado o custo total de propriedade para produtos, considerando custos diretos e indiretos.

4.Estratégias para Melhorar o Lucro

  • Otimização de Preços: pode-se determinar preços que equilibram a demanda e a margem de lucro.
  • Diversificação de Produtos e Mercados: ocorre explorando oportunidades para expandir a oferta e acessar novos mercados.
  • Marketing e Vendas: as estratégias de marketing e vendas podem impulsionar receitas e lucros.

5.Estratégias para Controlar e Reduzir Custos Industriais

  • Otimização de Processos: melhorar a eficiência operacional para reduzir custos.
  • Gestão de Estoque: é importante uma  gestão eficaz de estoque na minimização de custos.
  • Automação e Tecnologia: a tecnologia pode ser aplicada para otimizar processos e reduzir custos.

6.Monitoramento e Melhoria Contínua

  • Indicadores-Chave de Desempenho (KPI´s): pode-se medir o desempenho com base em Kpi´s relacionados ao lucro e custo industrial.
  • Análise de Dados: a utilização de dados e análises permite  aprimorar processos e tomar decisões informadas.

7.Exemplos Reais de Correção de Custos e Preços

  • Numa primeira empresa, fabricante de camas, os empresários optaram por estimar seus custos e lucros,  calculando que um acréscimo de 300% aos custos existentes, cobriria seus custos e ainda teria um lucro bom no segmento de móveis. A surpresa é que ao realizar uma consultoria, que refez as Fichas Técnicas e implantou um Sistema de Custos Informatizado, descobriram que estavam tendo prejuízo em vários produtos, porque os valores estimados não consideraram as dificuldades de produção, com muitas operações, já que muitos itens eram entalhados e lixados seqüencialmente, em vez de simplesmente, passar por uma máquina apenas, que cortaria e furaria os itens na forma correta.  A solução foi desativar modelos de camas, trocar máquinas por outras com mais operações e rever os custos e formação dos preços de venda.
  • Numa segunda empresa, de equipamentos de ginástica, os produtos tinham uma boa penetração no mercado de academias e o proprietário não dava atenção à atualização dos processos e também mantinha um estoque elevado de produtos prontos, por achar que era “bom” ter equipamentos para pronta entrega.  Numa consultoria realizada, as fichas técnicas foram revisadas, com atualização das modificações ocorridas nos processos e criando-se uma rotina para mantê-las sempre atualizadas, a cada alteração ocorrida nos produtos na fábrica.   O resultado foi uma revisão e atualização geral dos preços e tabelas praticadas comercialmente. Também como política de gestão, os estoques foram reduzidos ao necessário e com isso a empresa passou a lucrar mais e ter mais capital de giro para o dia a dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top
Verified by MonsterInsights