(11) 4116-1047

(11) 99115-7707

R. Fernando de Albuquerque 31 - cj. 42

atendimento@metodosweb.com.br

Problemas e Objetivos do PCP – Reflexos nos Resultados

Consultoria Empresarial e Gestão  

Planejamento e Controle da Produção

Planejamento e Controle da Produção para o seu bom funcionamento torna-se necessário inserir na sua montagem diversos fatores visando conseguir o melhor resultado .  Tudo isso ocorre após um diagnóstico empresarial, que faz um mapeamento detalhado dos pontos de melhorias existentes no fluxo produtivo e suas ramificações de alimentação ou destinação, que são os fornecedores e clientes internos.  Após essa fase, iniciam-se os trabalhos técnicos, também chamados de projetos.

A consultoria empresarial estabelece os objetivos principais de um PCP como o ganho da produtividade  e prazos de entrega em cima do prometido, resultando custos menores e ganho de clientela.  É fundamental para orientar os prazos de entrega no setor de venda, eliminando promessas indevidas.

Os suprimentos devem ser planejados junto com o setor financeiro, evitando defasagem de recebimentos e pagamentos.  O controle de estoque deve  conseguir disponibilizar os componentes nos tempos certos na linha de produção.  Para tanto é importante definir as cargas máquinas e a disponibilidade de mão de obra.  A coordenação de todos estes fatores é que leva a se conseguir produção com alta produtividade, produzir pelo menor custo, no menor prazo e com o menor giro de capital possível.

1)     PROBLEMAS MAIS FREQUENTES:

  • indefinição dos custos de produção ou custo visivelmente mais elevado ;
  • dificuldades na definição das responsabilidades na produção;
  • conflitos humanos;
  • desajuste entre produção, vendas e estoques;
  • falta de controles, com total desconhecimento da real utilização dos recursos da produção;
  • desencontro entre o abastecimento de matéria prima e os equipamentos disponíveis, ou com as necessidades de vendas;
  • picos ou depressões acentuados e incontroláveis, no ritmo da produção;
  • má circulação na área de produção, no fluxo dos materiais, no “lay-out” das máquinas;
  • ausência ou deficiência da programação da produção;
  • deficiência da programação de preparação dos equipamentos;
  • perda de tempo no “setup”;
  • ausência ou deficiência na programação de manutenção dos equipamentos;
  • existência de “gargalos” na produção;
  • apatia ou desinteresse do pessoal pelo serviço, negligência;
  • qualidade deficiente;

 2)    PRINCIPAIS OBJETIVOS :

  • adequação das áreas por setor ou característica de trabalho;
  • estabelecer os pontos a racionalizar, nos processos de fabricação;
  • aumentar os índices de produtividade, pelo aproveitamento racional dos meios produtivos;
  • produzir a tempo de satisfazer as necessidades de vendas, eliminando atropelos e surpresas, com razoável dose de segurança;
  • rever acompanhar o lay-out e fluxo de materiais;
  • estabelecer prioridades de fabricação; conseguir o máximo aproveitamento da capacidade instalada (homens e máquinas);
  • estabelecer circuito de matéria prima que atenda a uma produção racional, possibilitando melhor aproveitamento “homem-máquina” e * * permitindo integração com o planejamento;
  • eliminar “tempos mortos” e pontos de estrangulamento;
  • eliminar ociosidade de pessoal, equipamentos e estoques;
  • calcular e manter estoques mínimos e lotes econômicos ;
  • estabelecer os controles adequados sobre a integração matéria prima-homem-máquina e sobre a qualidade do produto, a produtividade e a manutenção;
  • economia de transportes, tempo, movimento e de homens;
  •  produzir pelo menor custo, no menor prazo e com o menor giro de capital possível.

CLIQUE AQUI E SOLICITE UMA APRESENTAÇÃO EM SUA EMPRESA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top