(11) 4116-1047

(11) 99115-7707

R. Fernando de Albuquerque 31 - cj. 42

atendimento@metodosweb.com.br

3 DICAS PARA O SUCESSO DO SEU VAREJO – Parte 1

Consultoria Empresarial e Gestão  

1ª  DICA : CONTROLAR O GIRO DOS ESTOQUES

Nos depósitos, nas gôndolas, a velocidade de giro dos estoques pode fazer a diferença entre ter ou não ter “caixa” para realizar compras à vista, principalmente  das  mercadorias de giro rápido, como os produtos da cesta básica..

Estoques

 

Sugerimos começar listando os produtos e fazendo uma divisão de giro, em 03 níveis , alto giro, médio e baixo. Poderá usar uma lista geral do computador e usando pincéis marca-textos, assinalar com 03 cores diferentes.

A seguir, faça um levantamento da “quantidade de marcas” que você tem nos depósitos ou gôndolas. Sugerimos manter cerca de 03 marcas líderes e 03 opções para os clientes, para os produtos de maior giro,  selecionando não apenas pelo preço, mas também pela assistência que o fornecedor te proporciona, pela qualidade do atendimento.

Para ilustrar, citamos que visitamos um supermercado, há alguns meses, com 10 “check-out”, que tinha 21 marcas de sabão em pó nas gôndolas e 02 de azeitonas.

Num questionamento rápido ao comprador, descobrimos que algumas marcas eram de fornecedores que tinham terceirizado temporariamente a produção e nem sequer tinham como dar assistência técnica, ou seja, a vantagem do preço na compra já tinha sido perdida e teriam que “vender na marra” e se livrar dos estoques.

Sugerimos colocar em promoção, mas mesmo assim, ocorreu uma demora de uns 10 meses para limpar os estoques.

Lembre-se ESTOQUES PARADOS é CAPITAL DE GIRO ENGESSADO !

A própria organização dos depósitos, poderá ser direcionada, após rever a política de estoques, definindo o giro adequado e o volume a ser mantido, por marca.

Não esquecer que os fornecedores, sempre estarão tentando colocar marcas adicionais junto com as líderes. Faz parte da política comercial e cabe a você uma negociação mais adequada ao seu negócio, de forma ganha/ganha, sem prejuízos futuros.

Outro ponto perigoso é que as marcas adicionais que são colocadas (empurradas), normalmente encalham, gerando trocas, ocupando espaços mais úteis a produtos que giram.

Cuidado, também com o seu volume de trocas. Mensure, registre e trabalhe rápido, para não lotar espaços.

2ª DICA: TALENTOS HUMANOS

Talento Humano

Entre os repositores podem existir um talento nato para relacionamento com os clientes.  No rapaz que pilota os carrinhos no depósito, pode estar um expert na organização do mesmo. Nos caixas, pode estar um ótimo gestor financeiro. Nos pacoteiros, pode estar um menino ou menina com talento para atendimento de idosos.

É necessário estar atento não só ao “comportamento exteriorizado” dos colaboradores, mas procurar se informar, conversar com os mesmos, abrir espaço para que demonstrem seus talentos específicos e se possível, possam ser aproveitados na empresa.

Precisa de um letrista para refazer os cartazes ? ,lá no caixa pode estar um talento.

Para isso recomendamos montar um PAD-Programa de Auto-Desenvolvimento, na sua área de RH ou DP, ou mesmo tercerizando para profissionais, caso não tenha o setor de gestão de pessoas estruturado.

Pode-se inclusive enriquecer as funções, como parte do processo de desenvolvimento do PAD, testando em novas funções os “candidatos a talentos internos” e aproveitando-os quando possível, gerando com isso ondas motivacionais entre os colaboradores, por sentir que tem espaço para crescer e fazer carreira na empresa.

É preciso cuidado com a rotatividade, procurando ter índices que permitam analisar se estão altos ou normais para o tipo de negócio. Uma rotatividade alta de pessoas, principalmente em funções de alta pressão, como caixas, pacoteiros, repositores, ocasiona custos extras, que precisam ser mostrados aos dirigentes, para orientar decisões.

3ª DICA: MARKETING FOCADO:

Marketing Focado

 

Se a empresa fica no interior, em região pobre, fazer propaganda em TV é desperdiçar recursos, já que o institucional não irá fazer efeito.  Carro de som, poderá fazer efeito maior em cidades pequenas, no interior, que em cidades maiores.

Recomendamos participar de eventos locais ou gerar eventos nos próprios estabelecimentos, em todas as datas que os calendários do setor permitirem, como dia das crianças, em que palhaços, carrinhos de pipoca, pula-pula e outros atrativos poderão ser adicionados.

No dia das mães, você poderá montar no setor Bazar, a Loja dentro da loja, de cosméticos, fornecendo uma limpeza de pele, um tratamento de cabelo.  Todas as datas deverão ser pensadas e trabalhadas para trazer um marketing mais focado e direcionado à realidade do local onde está a loja e seu público-alvo.

Se você lida com aposentados, crie o dia do aposentado, trate-os com dignidade e vai ter um bom retorno. Outro ponto, os folhetos, são empurrados para muitas residências, aos pacotes, já que muitos entregadores não respeitam as orientações recebidas, colocando no retrovisor de veículos estacionados, na carroceria das pickups, pendurado nas grades dos portões, jogados nos quintais e até nos bueiros.

A dica é simples, mudar o conteúdo do folheto, para útil, em vez de descartável, seja com promoção amarrada, no estilo, traga o folheto e vai ganhar um brinde, ou imprimindo no seu verso ou parte de baixo, uma receita atraente, que a dona de casa vai se interessar em manter organizada.

Imagine que cada vez que ler a receita, estará vendo o nome da loja e algumas mensagens que acabarão fazendo com que vá até o estabelecimento.

No próximo artigo daremos mais 3 dicas importantes. Não perca !

Autor:  Prof.João Mariano de Almeida, adm.empresas, pós RH, mestrado em Gestão de Negócios, consultor colaborador da Métodos Consultoria Empresarial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top