(11) 4116-1047

(11) 99115-7707

R. Fernando de Albuquerque 31 - cj. 42

atendimento@metodosweb.com.br

As profissões relacionadas à auditoria são comumente associadas à área de contabilidade, ignora-se assim, entretanto, a importante função do Auditor Empresarial. Sem dúvida a função dos auditores externos de aspectos contábeis, como no caso da auditoria de demonstrações financeiras, é fundamental para se chegar a um balanço financeiro que reflita a realidade da empresa e permita prospecções com base em indicadores financeiros verossímeis. Porém, o trabalho de fiscalização e avaliação próprio da auditoria não pode se resumir às finanças da empresa.

Uma ênfase maior aos procedimentos internos, como consequência da expansão empresarial, fez com que se elege-se um profissional que realizasse um auditoria voltada para aspectos não relacionados à contabilidade do negócio, como: o controle de qualidade, a administração de pessoal, os recursos humanos e etc. O administrador, muitas vezes o proprietário da empresa, não poderia ser responsável por um exame mais detalhado de todos esses aspectos. O auditor externo, por sua vez, estaria preocupado com as rigorosas normas que controlam as auditorias financeiras, não sobrando-lhe atenção para outras áreas da empresa. Surge, então, o auditor empresarial, um auditor interno, responsável pelo exame periódico de aspectos internos, administrativos e humanos da empresa, que não dizem respeito diretamente à gestão dos recursos financeiros.

O auditor empresarial terá, portanto, a função fundamental de analisar e verificar como os planejamentos e atividades da empresa estão sendo cumpridos e, principalmente, o quanto o funcionamento dos aspectos extra-financeiros (como os recursos humanos, o controle de qualidade e relação com o cliente) estão em acordo com os objetivos gerais da empresa. Fazem parte do itinerário do auditor empresarial procedimentos como: a avaliação de serviços operacionais a partir de índices de qualidade; compreensão do controle interno e de atividades gerais de controle; avaliação de riscos; enfim, o desenvolvimento de um ambiente corporativo sustentável em seus aspectos administrativos internos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top